PROJETO CONCURSO DE DESENHO INFANTIL - VENCEDORES


 

1º Lugar - Samara M. Rodrigues - 5 anos - Emei Prof. Mário Antonio Bizari
2º Lugar - Emilly dos Santos Simiel - 5 anos - Emei Prof. Mário Antonio Bizari
3º Lugar - Thayller F. A. dos Santos - 5 anos - Emei Prof. Mário Antonio Bizari

PROJETO CURTA PADRE ALBINO - VÍDEOS VENCEDORES


 

Image
1º Lugar - "The Tarde, com Daniel Henrique" - E.E. Giuseppe Formigoni - 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva
Image
2º Lugar - "Sonhando os sonhos de Deus" - EE Paulo de Lima Correa
Image
3º Lugar - “Projeto Curta Padre Albino” - E E João Gomieri Sobrinho

 

Ensino Médio

Image

"Centenário chegada Padre Albino" – EE Nestor Sampaio Bittencourt

Image

“Padre Albino, uma história de amor ao próximo” - EE Antônio Maximiano Rodrigues

Image

“Padre Albino – Perpetuando a solidariedade” - EE Antonio Maximiano Rodrigues

NOTÍCIAS


14
dez

Gincana encerra a programação dos 100 anos da chegada de Padre Albino

Neste sábado, 15 de dezembro, a partir das 8h30, no Complexo Esportivo do Câmpus Sede da UNIFIPA, será realizada a final da I Gincana Socioeducativa da Solidariedade, iniciada pela Fundação Padre Albino em agosto passado e que encerra as comemorações dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva. Nesta final as equipes disputam as provas Desafio matemático, Telefone sem fio, Quiz do livro sobre Padre Albino e provas surpresas. Após o encerramento, todos os funcionários da Fundação participam de confraternização no próprio local. Os departamentos da Fundação foram divididos em cores, com confecção de camisetas personalizadas. De agosto a novembro, as oito equipes tiveram provas mensais, de caráter social, com a arrecadação de produtos de higiene e limpeza, alimentos não perecíveis, entre outros, para o HCC e hospitais Padre Albino e Emílio Carlos e Recanto Monsenhor Albino. Até agora, a classificação das equipes é esta: 1º - Hospital Padre Albino – 33.894,5 pontos 2º - Hospital Emílio Carlos – 20.469 pontos 3º - UNIFIPA – 17.628 pontos 4º - PAS – 16.704 pontos 5º - AME Catanduva – 10.447,6 pontos 6º - Recanto Monsenhor Albino – 7.048 pontos 7º - Coordenadoria Geral – 6.693 pontos 8º - Colégio Catanduva – 2.349 pontos
14
dez

Fundação promove noite de agradecimentos e homenagens

A Fundação Padre Albino realizou neste dia 12 de dezembro, em sala do complexo esportivo Prof. Ivo Dall’Aglio da UNIFIPA, o penúltimo evento da programação comemorativa dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva. O objetivo foi agradecer e homenagear pessoas que com sua arte, o mosaico, contribuíram com a Fundação Padre Albino para preservar esta data tão importante, assim como pessoas que, com amor, solidariedade e espírito voluntário, colaboraram para o término do Serviço de Radioterapia, que vai possibilitar a instalação do Hospital de Câncer de Catanduva. A primeira homenagem foi feita para os mosaicistas participantes do projeto “100 anos de amor”, que formou acervo do selo comemorativo do centenário da chegada de Padre Albino, formado por peças de mosaicos, conforme modelos estabelecidos, e promoveu a interação dos artistas ao legado de Padre Albino, cumprindo o papel de preservar a memória dele e divulgar sua obra. As formas de participação, método de confecção e especificação da peça foram estabelecidas pela curadora do projeto, a mosaicista Flavia Marega Frigerio. Cada voluntário doador confeccionou seu mosaico com base nas duas imagens-modelos definidas - o busto do Padre Albino e o prédio do Hospital Padre Albino, que formam o selo comemorativo. Vinte e oito artistas mosaicistas das cidades de Catanduva, Itumbiara/GO, Guarujá, Camboriú/SC, Chapada dos Guimarães/MT, Sorocaba e Curitiba/PR responderam ao chamamento da Fundação Padre Albino para participação no projeto. As peças feitas por Alessandra Cristina Bordoni, Aline Vianna, Ana Maria Vano, Ariovaldo de Jesus Andreoli, Bida Paulatti, Célia Regina Pavanelli Filippini, Consali Rodrigues de Souza, Elenita Helena Maia de Abreu, João Carlos Genaro, José Reinoso Ruivo, Maria Aparecida Spina Marim, Maria de Lourdes Caetano Trevisan, Maria Helena Pires Etruri, Madalena Maria Moreira de Assis, Marisa Ruiz, Paulo de Almeida Marchi, Ragli Vanessa Rotta Martins, Rosaria Setsuco Sato Uemura, Rosemeire Marcelino Garcias, Roseti Maria Alves Severino, Silvia Helena Cajuela, Sueli Lovato Ferreira, Tânia Regina Bortolozzo Menegoli, Tatiana Volochen Borges, Teresinha Aparecida Zerbini e Wilma Trazzi Salomão serão distribuídas para os Departamentos mantidos pela Fundação Padre Albino marcando, portanto, esta data tão importante para a instituição. Todos receberam certificados. A segunda homenagem foi para os amigos do HCC. Desde 25 de fevereiro de 2016, quando lançou a campanha de captação de recursos para o Serviço de Radioterapia/HCC, a Fundação Padre Albino tem recebido apoio de pessoas anônimas e voluntários de Catanduva e região na doação de recursos ou promoção de eventos. Sem essa ajuda a Radioterapia não seria concluída. Para agradecer e reconhecer esse gesto de amor e solidariedade foi criado o certificado “Amigo do HCC”, entregue naquela noite a doadores que, na impossibilidade de homenagear a todos, representaram as centenas de pessoas que ajudaram a Fundação Padre Albino a concretizar este sonho. Os certificados foram entregues a Aparecida de Lourdes Colombo Maiorano, Diógenes Garcia, João Claiton Fernandes Beatta (Tatinho), Maria Aparecida Vieira de Oliveira, Maria da Graça Garces Borgonovi e Voluntárias do Bem. A Fundação Padre Albino fez homenagem especial a Srª Maria da Graça Garces Borgonovi e família, que abriu as portas de sua propriedade para a realização de evento pró HCC, a Queima do Alho na cidade de Fernando Prestes, que reuniu centenas de pessoas de Catanduva e região. Ela recebeu um mosaico do selo dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva como forma de agradecimento pelo seu trabalho em benefício do HCC. Ao final do evento, o presidente da Diretoria Administrativa da Fundação, Dr. José Carlos Rodrigues Amarante, agradeceu a presença de todos naquela noite “que marcava de forma inesquecível dois importantes eventos - nas comemorações dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva, nossas homenagens aos mosaicistas e, dentro da campanha de captação de recursos a entrega do certificado de “Amigo do HCC” a algumas pessoas, que de uma forma ou de outra se destacaram nessa campanha. Nossa vontade é de homenagear a todos, porém, acreditamos que, através destas pessoas, todos estarão sendo homenageados”, disse. Sobre a exposição de mosaicos, Dr. Amarante destacou que em cada trabalho “surgiu não somente o semblante sereno e firme de Padre Albino, mas também o reavivamento de sua memória pelo muito que fez por Catanduva e região. 100 anos pode ser muito ou pouco tempo, depende. Para quem só quer ver a vida passar, é muito tempo, mas para aqueles que como Padre Albino têm pressa em salvar vidas e promover o bem-estar humano, 100 anos é muito pouco. Padre Albino faz muita falta!” Por fim, agradecendo cada mosaicista concluiu: “Estas imagens com que vocês nos brindam hoje ficarão eternizadas junto com a grandiosa obra de Padre Albino. Vossa contribuição jamais será esquecida”. Aos homenageados com o certificado “Amigo do HCC”, Dr. Amarante externou a eterna gratidão “pelo importante gesto de estender a mão àqueles que mais precisam” e adiantou que o HCC já está beneficiando milhares de pessoas da região. “Este gesto também jamais será esquecido e, tenho certeza, ser-lhes-á creditado em vossa conta quando se apresentarem diante do Pai”. Dr. Amarante ressaltou que os dirigentes da Fundação sempre acreditaram no sucesso desse projeto, “porque sabiam que podiam contar com pessoas como vocês”. Salientou que a diretoria sabe muito bem das dificuldades que virão após a implantação do Serviço de Radioterapia, mas considerou que o passo mais importante foi a decisão de implantá-la. Agradecendo também aos doadores disse que “o sofrimento dos nossos conterrâneos falou mais alto do que o medo em abraçar um projeto tão vultoso. Temos certeza de que o nosso trabalho e a vossa imprescindível colaboração não terão sido em vão”. Finalizando, Dr. Amarante disse que não poderia deixar de agradecer a todos os presidentes que o antecederam na Fundação Padre Albino, pois “sem o trabalho deles não teríamos chegado até aqui”. E enumerou: José Olímpio Gonçalves, Comendador Antonio Stocco, Dr. Arlindo Busnardo, Irmã Maria Celeste Fernandes, Padre Synval Januário, Dr. Theodoro Rosa Filho, Sr. Paulo Merighe, Sr. Francisco Almendros, Dr. Albino Couto, Dr. Raul Viana, Dr. Olegário Braido e Dr. Geraldo Paiva.
07
dez

Hospital Padre Albino vence a última prova social da gincana

O Hospital Padre Albino (Equipe Branca) foi o vencedor da quarta prova mensal obrigatória da I Gincana Socioeducativa da Solidariedade, promovida pela Fundação Padre Albino entre seus funcionários em comemoração aos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva. A última prova social realizada pelas equipes entre os dias 01 a 29 de novembro arrecadou cerca de 6.180 produtos alimentícios não perecíveis e materiais de higiene e limpeza. O resultado final desta prova foi: Hospital Padre Albino – 2.346,5 itens – 13.262 pontos; AME Catanduva – 962 itens – 8.417 pontos; Hospital Emílio Carlos - 674 itens – 6.339 pontos; PAS – 864 itens - 4.721 pontos; UNIFIPA – 837 itens – 4.165 pontos; Recanto Monsenhor Albino - 417 itens – 2.539 pontos; Coordenadoria Geral – 88 itens – 292 pontos; Colégio Catanduva - 0 item e 0 ponto. O encerramento da gincana será no dia 15 de dezembro próximo, às 8h30, nas dependências do Complexo Esportivo Prof. Ivo Dall’Aglio da UNIFIPA, seguido de confraternização entre todos os funcionários da Fundação. Após essa prova, o ranking geral da gincana ficou assim: 1º - Hospital Padre Albino – 33.894,5 pontos 2º - Hospital Emílio Carlos – 20.469 pontos 3º - UNIFIPA – 17.628 pontos 4º - PAS – 16.704 pontos 5º - AME Catanduva – 10.447,6 pontos 6º - Recanto Monsenhor Albino – 7.048 pontos 7º - Coordenadoria Geral – 6.693 pontos 8º - Colégio Catanduva – 2.349 pontos
05
dez

Gincana encerra a programação dos 100 anos da chegada de Padre Albino

No dia 15 de dezembro, a partir das 8h00, no Complexo Esportivo do Câmpus Sede da UNIFIPA, será realizada a final da I Gincana Socioeducativa da Solidariedade iniciada em agosto passado e que encerra as comemorações dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva. Na final as equipes vão disputar as provas Desafio matemático, Telefone sem fio, Quiz do livro sobre Padre Albino e provas surpresas e a vencedora receberá troféu e seus integrantes um dia de folga, além de participarem do sorteio de um brinde especial. Após o encerramento, todos os funcionários da Fundação participam de confraternização no próprio local. O presidente da Diretoria Administrativa, Dr. Amarante, disse que o grande objetivo da gincana foi alcançado, ou seja, a integração dos funcionários. “O desenvolvimento do espírito de liderança, senso crítico e companheirismo são características estratégicas de toda e qualquer boa instituição; por isso, a Fundação Padre Albino investe e desenvolve atividades que contribuem para isso”, comemora.

CONHEÇA O MUSEU

PADRE ALBINO

 

FUNDAÇÃO PADRE ALBINO
Rua dos Estudantes, 225
CEP 15809 144
Catanduva . SP
17 3311 3200 . Fax 17 3311 3201

100 ANOS PADRE ALBINO - FUNDAÇÃO PADRE ALBINO