NOTÍCIAS


22
jun

Fundação promove show com Edson e Hudson pró HCC em agosto

Evento é gratuito para funcionários da entidade; mesas e ingressos estão à venda. A Fundação Padre Albino realiza dia 03 de agosto próximo, às 23h00, no Clube de Tênis Catanduva, show com a dupla Edson e Hudson em benefício do Hospital de Câncer de Catanduva/HCC. O evento, que faz parte da programação dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva, é um presente da entidade para seus funcionários, que não pagarão ingresso. Os acompanhantes dos funcionários e o público externo pagam R$ 50,00 pelo ingresso na pista e também haverá mesas para quatro pessoas, com direito a mesa de frios e jantar, bebida à parte e rolha livre. As mesas custam R$ 1.500,00; R$ 1.200,00 e R$ 1.000,00 e podem ser reservadas no Setor de Captação de Recursos da Fundação, fone 3311-3365, onde são vendidos os ingressos, também encontrados na Drogaria Central da Rua Brasil, 1910. Antes do show, às 21h00, a Fundação Padre Albino vai homenagear 100 funcionários com a “medalha dos 100 anos”. O show tem o apoio de Fernando Pereira Produções, Ondas Verdes, Band FM, Rede Central e Padre Albino Saúde. A dupla Nascidos e criados em família circense, os irmãos Cadorini tiveram grande apoio do pai, o palhaço e acrobata Beijinho, que percebeu o carisma e o talento dos filhos ainda quando crianças. Incentivados pela família, começaram a cantar desde muito novos. Inicialmente, utilizavam os pseudônimos de Pepi e Pupi e apresentavam-se em praças públicas, bares, rodeios, bailes e em circos. Acostumados desde cedo aos espetáculos e à estrada, logo adquiriram a experiência necessária para mostrar o potencial que tinham para a música. Em 1991, já como Edson & Hudson, passaram pelo show de calouros de Raul Gil, onde tiveram a grande oportunidade de serem vistos e ouvidos pelo grande público. A voz poderosa e afinada de Edson unida aos riffs de rock da guitarra de Hudson (na época nada usuais na música sertaneja) chamou logo a atenção do público e dos formadores de opinião. Essa mistura acabou se tornando o grande diferencial da dupla e marcou um estilo que revolucionou o mercado sertanejo, atraindo e influenciando uma nova geração de seguidores e artistas. Outro fato importante que ajudou a alavancar ainda mais a popularidade da dupla foi a explosão do mega hit “Azul” nas principais rádios do Brasil. Entre 1995 e 2009, os irmãos lançaram dezessete álbuns, entre CDs e DVDs de carreira e compilações, contabilizando a venda de mais de 1 milhão de discos. Também neste período, Edson & Hudson passou a figurar como atração principal dos maiores eventos de música sertaneja e rodeios, como Barretos, Jaguariúna, Americana, Osasco, entre outros, batendo consecutivamente o recorde de público de cada festa, e lançou diversos hits, como Galera Coração, Foi Deus, É Amor Demais, Fala, Guarda-Roupa Vazio, Escândalo de Amor, entre muitas outras. Em 2014 a dupla lança o CD “De Edson Para Hudson” pela gravadora Radar e em 2015 assinou contrato com a Universal Music Brasil, trazendo muitas novidades para o público, como o lançamento de um novo CD. A música “Nosso contrato”, lançada recentemente, é o grande sucesso da dupla. Foto: Edson e Hudson
15
jun

Fundação começa a receber mosaicos do selo do centenário da chegada de Pe. Albino

A Fundação Padre Albino já recebeu dois mosaicos de artistas mosaicistas inscritos no Projeto “100 anos de amor”, que faz parte da programação dos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva. Os trabalhos são de Flávia Marega Frigério, curadora do projeto, e de Maria de Lourdes Caetano Trevisan. A coordenação da Comissão dos 100 anos informou que 20 mosaicistas já se inscreveram no projeto. São artistas de Catanduva, Chapada dos Guimarães, Itumbiara, Guarujá e Marapoama. Todas as informações para participação no projeto, inclusive a ficha de inscrição e os dois modelos, estão disponíveis no sitewww.fundacaopadrealbino.org.br/100anosProjetos (Projeto Mosaico). As inscrições irão até 31/07/2018. O objetivo do projeto é formar acervo de peças de mosaicos do selo comemorativo do centenário da chegada de Padre Albino a Catanduva e promover a interação dos artistas à obra de Padre Albino, cumprindo seu papel de preservar a memória de seu instituidor e divulgar sua obra. As peças serão distribuídas nos Departamentos mantidos pela Fundação Padre Albino e terão o nome, cidade e Estado do mosaicista doador e este receberá um certificado de participação. Foto à esquerda - Trabalho de Flávia Marega Frigério Foto à direita - Trabalho de Lourdinha Trevisan
12
jun

AME Catanduva expõe fotos de Padre Albino

Depois da Pinacoteca Municipal João Nasser, o Ambulatório Médico de Especialidades/AME Catanduva, sob gestão da Fundação Padre Albino, sedia a exposição fotográfica “A vida e obra de Padre Albino”, organizada pelo Museu Padre Albino. Com sete painéis frente e verso, a exposição reúne 123 fotos desde a chegada de Padre Albino a Catanduva até sua morte, em 1973, e faz parte da programação comemorativa do centenário da chegada de Padre Albino à cidade. A exposição ficará no AME Catanduva até o dia 22 próximo e pode ser vista das 7h00 às 19h00 de segunda a sexta-feira.
08
jun

NAS PAREDES

Os 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva estão marcados nas paredes de todos os Departamentos da Fundação, através de adesivagem com imagem do selo comemorativo; no Recanto Monsenhor Albino foi instalado um painel externo. Nas fotos, as paredes da UNIFIPA Câmpus Sede e Câmpus São Francisco, Hospital Padre Albino, Padre Albino Saúde, Hospital Emílio Carlos, Coordenadoria Geral da Fundação e Colégio Catanduva e o painel do Recanto.

CONHEÇA O MUSEU

PADRE ALBINO

 

FUNDAÇÃO PADRE ALBINO
Rua dos Estudantes, 225
CEP 15809 144
Catanduva . SP
17 3311 3200 . Fax 17 3311 3201

100 ANOS PADRE ALBINO - FUNDAÇÃO PADRE ALBINO